RESPONSÁVEL

PRIMEIRO SECRETARIO - IGOR KREMNEV 

FONE - (061) 3223 3094, 3223 40 94









SOBRE BOLSAS DE ESTUDO NA RÚSSIA
 
Este artigo fornece informações gerais para aqueles que desejam estudar na Rússia. A informação oficial a esse respeito é divulgada pelo Ministério das Relações Exteriores do Brasil.
A Rússia, representada pelo Ministério da Educação e Ciência da Federação Russa, em cooperação com o Brasil no campo da educação, concede regularmente bolsas do governo russo para o estudo em instituições russas de nível superior.
Anualmente são oferecidas até 10 bolsas de estudo para as especialidades de graduação, especialização e pós-graduação, mestrado e doutorado.
Assim que as condições para a concessão de bolsas (que são idênticas para todos os países) e o material explicativo são recebidos, eles são apresentados pela embaixada da Rússia ao Departamento de Temas Educacionais do Ministério das Relações Exteriores do Brasil. Esta estrutura divulga a informação entre a população brasileira, recebe o conjunto completo de documentos de pessoas que desejam estudar na Rússia, e envia o dossiê elaborado dos candidatos recomendados para a avaliação pela instituição competente na Rússia.
Informações mais detalhadas podem ser encontradas no site da Divisão de Temas Educacionais do Ministerio das Relações Exteriores do Brasil: www. dce. mre. gov. br e também pelos telefones (61) 3411-8561 (8562, 8567, 8575); Fax — (61) 3411-8560, e por email: dce@itamaraty. gov. br
A seleção dos candidatos para estudar na Rússia é realizada pelo Ministério da Educação e Ciência da Federação da Rússia, que também define o local de estudo (instituição e cidade). O Direito preferencial para receber a bolsa é dado aos candidatos com notas mais altas nas principais matérias.
As Instituições russas de educação superior preparam profissionais em uma ampla gama de especialidades, no entanto, em uma série de áreas, o número de alunos ainda poderá ser limitado. Os candidatos admitidos para a formação recebem uma bolsa mensal do governo e uma acomodação em um dormitório da instituição de estudo, nas mesmas condições que os cidadãos da Federação da Rússia, que estudam como bolsistas do orçamento federal.
Os interessados em estudar na Rússia devem preparar os seguintes documentos:
1) Questionário com fotografia colorida do candidato. 2) Uma cópia do passaporte. 3) Uma cópia do atestado médico sobre a ausência de contra-indicações para a aprendizagem. 4) Cópia do atestado médico da ausência do vírus da imunodeficiência humana (HIV) e AIDS. 5) Cópia do certificado de escolaridade com histórico escolar (que inclua as notas nas matérias estudadas).
Para a pós-graduação: apresentar também projeto de pesquisa, em russo, uma lista de publicações científicas da sua autoria, se existirem, bem como pelo menos duas cartas de recomendação de cientistas em Russo ou Inglês;
SOBRE BOLSAS DE ESTUDO NA RÚSSIA
Para o doutorado: apresentar resumo do tema da futura pesquisa científica em russo e a lista de publicações científicas. Para a admissão no doutorado também tem que ser apresentada comprovação de escolaridade, que seja reconhecida pela Federação da Rússia, e pelo menos duas recomendações de cientistas russos ou estrangeiros (com tradução para o russo). As cópias de todos os documentos devem ser claramente legíveis e acompanhadas de tradução para o russo.
Após a aprovação dos candidatos pelo Ministério da Educação e Ciência da Federação da Rússia, os candidatos selecionados serão informados sobre o assunto através do Ministério das Relações Exteriores do Brasil, e poderão começar a estudar a partir do dia 01 de setembro (início do ano letivo na Federação da Russia).
Ao chegar na Rússia, o candidato deve ter consigo um passaporte, os documentos originais sobre sua educação e anexos, os atestados médicos, e 7 fotos (tamanho 4×6) adicionais. Também é recomendado estar devidamente equipado para as condições climáticas e levar os meios financeiros para cobrir o custo inicial da chegada na Rússia. Para os candidatos que não falam russo, o tempo de estudo é estendido em um ano (duração do curso preparatório). Uma série de instituições educacionais, por exemplo a Universidade Russa de Amizade dos Povos e algumas outras têm cotas suplementares para recrutar estudantes estrangeiros para estudar como bolsistas do orçamento federal, cujos detalhes também podem ser obtidos através do Ministério das Relações Exteriores do Brasil.